:::: MENU ::::

domingo, 27 de abril de 2014


Mais um capítulo da séria de estratégias e dicas para construção de decks de VtES. Dessa vez é abordado o deck de Wall, famoso por fazerem os outros jogadores pedirem permissão para fazerem suas ações ^^. 


A) Como esse deck vence o jogo?

Alcançando o controle da mesa através de combate, e interferindo nas ações dos outros jogadores interceptando tudo que for considerado importante. A vitória é alcançada através da exaustão dos recursos dos jogadores, consequência da chamada "guerra de atrito".


B) Que cartas eu devo usar?

Na sua cripta, você deverá usar uma disciplina que forneça intercept, e uma disciplina boa para o combate. No ambiente competitivo moderno, o clã Tzimisce é reconhecido como o melhor para essa estratégia, seguido de perto pelos Ahrimanes.

Na library você deveria incluir o seguinte:

Cartas Master - É algo a se pensar se decks wall deveriam usar intercept permanente ou se garantir apenas com intercept transitório de cartas de reação (eu prefiro ter intercept permanente, pois desencoraja os jogadores de tentarem ações, sabendo que serão bloqueados. E quanto menos ações para você bloquear, melhor, pois lhe economiza recursos ;) ).

Outro tipo de carta bom para o deck wall são cartas "armadilha", que são carts master com poderosos efeitos, mas que podem ser roubadas através de uma ação direcionada ao seu controlador. Exemplos são as diversas Powerbases e algumas das cartas mais poderosas como Fragmento of the Book of Nod. Essas cartas criam opportunidades para o deck wall bloquear, e se ignoradas, provêem uma grande vantagem para seu controlador.

Cartas de Reação - Se você não consegue bloquear, você não e um deck wall. Suas cartas de reação devem incluir um misto de cartas que providam intercept e que o ajudem a bloquear (como Rat's Warning, Cat's Guidance, etc.) A parte boa de se jogar com decks wall é que o gasto de cartas está sempre sob o seu controle. A única maneira de travarem a sua mão é se recusarem a realizar ações, e se isso acontecer, melhor para você, de qualquer forma.

Cartas de Combate - Estranhamente, essa é a parte menos importante em deck wall. É interessante causar algum dano quando você bloquear alguma ação, mas só o fato de bloquear uma ação já contribui em grande parte para se obter o controle da mesa. Apesar disso, é embaraçoso ser derrotado em combate após ter bloqueado uma ação com sucesso, ou tomar um "Combat ends e desviro" na cara, logo, é de bom tom ser capaz de utilizar-se de um pouco de violência.

Cartas de Atrito -  Repita a si mesmo sempre: é preciso matar a presa para vencer. Muitos jogadores de wall se esquecem dessa máxima, alcançando um excelente controle da mesa mas falhando em pegar os 3VPs que tanto precisam por conta da falta de capacidade causar dano ao pool.

Cartasde Atrito são geralmente a resposta para o dilema: Como causar dano na minha presa sem tormar ações? Army of Rats irá arruinar a sua presa ao longo do tempo, mas Smiling Jack é mais deciso e perigoso.

O principal problema em se usar esse método para matar a sua presa é que é muito lento, indiscriminado ou ambos.

Outras Cartas - Como o ponto central da estratégia é ganhar lentamente mas decisamente, a maioria dos decks de wall serão um pouco mais flexíveis ao incluir cartas que façam outros efeitos. Os Tzimisce por ecemplo, costumam mesclar um pouco de combate e furtividade em seus decks wall, enquanto os Tremere possuem um grande leque de cartas para controlar o sangue nos vampiros.

Os Tremere, em particular, podem atacar o sangue disponível na mesa, ao invés do pool, utilizando-se de cartas como Theft of Vitae e Cryptic Mission. 

C) Como eu jogo com o deck e como eu o derroto?


Jogar com esse deck é feito em duas partes. Primeiro, você precisa criar bloqueios efetivos e usar eles para controlar a mesa. Segundo, você irá criar uma situação onde a sua vitória é inevitável, geralmente através de atrito (Smiling Jack, Army of Rats, 419 Operation, etc.). 

Não há um jeito fácil de descobrir o que você deve bloquear, pois não conseguirá (e nem deveria tentar) bloquear todas as ações.

Considere, por exemplo, a seguinte situação: Um vampiro está com 2 de sangue e resgatando a sim mesmo de torpor. Você bloqueia? Se você o fizer, terá a oportunidade de o diablerizar, mas dificilmente conseguirá ganhar na caçada de sangue. Então, o mais certo é deixa o vampiro sair e bloquear a caçada obrigatória do vampiro, pois o mesmo estará "seco".

Quando jogando com esse deck, é importante se fazer notar que você está considerando bloquear qualquer ação da mesa, mesmo ações dos seus corosses. Isso dará a impressão que nada acontece na mesa sem a sua permissão - uma óbvia ferramenta para se conseguir acordos.

Como derrotá-lo? A primeira opção é gerar mais furtividade do que o deck wall possa bloquear, mas essa não é uma opção a não ser aos mais dedicados decks de  furtividade e sangramento. A segunda opção é ganhar nas lutas com ele. Se você é forte o suficiente em combate para preocupar o deck wall, então ele não o incomodará muito.

Apesar de tudo, a maioria dos decks não gostam de pegar um deck wall como presa, da mesma forma que não gostam de serem presas de um deck de furtividade e sangramento. Ainda assim, se você for azarado o suficiente de ficar nessa posição, ainda há escapatória. tente convencer os outros jogadores sobre a sua situação precária. Redirecionar sangramentos ajudam a balancear um pouco. Jogar com os pontos fortes do seu deck também pode permitir ganhar apesar da situação.

Decks wall são difíceis de matar devido a sua própria natureza. Se você conseguir focar as suas forças e agir de forma mais rápida que sua presa consegue reagir (fazer mais ações, ter mais minions, não ficar parado), o deck wall não terá tempo para contolar a mesa e ganhar. Mas se deixar as coisas esfrirem fazendo com que poucas ações aconteceçam na mesa, então é quase certo que o deck wall ganhará. 0.o

0 comentários: